[ editar artigo]

04 coisas que nunca te contaram sobre a Ilha do Mel

04 coisas que nunca te contaram sobre a Ilha do Mel

Um dos lugares mais encantadores do litoral paranaense que atrai turistas do mundo todo: é assim que conhecemos a Ilha do Mel. A praia une belas paisagens, trilhas, monumentos históricos, vegetação nativa e não possibilita a entrada de carros, chamando atenção pela tranquilidade e estilo de vida. Mas você sabia que a Ilha do Mel também esconde algumas curiosidades pouco conhecidas? Vamos te falar sobre 04 coisas que nunca te contaram sobre a Ilha do Mel. Confira!

Ela tem o mesmo tamanho de Fernando de Noronha (PE)

Você sabia que a ilha no litoral paranaense tem o mesmo tamanho do famoso arquipélago de Fernando de Noronha? É isso mesmo! A Ilha do Mel tem 25km², enquanto o arquipélago em Pernambuco tem 26km². Já em relação ao número de habitantes, temos certa diferença: Fernando de Noronha tem aproximadamente 3 mil habitantes, enquanto a Ilha do Mel tem cerca de 1,5 mil.

A Ilha do Mel tem 90% de sua área como preservação ambiental

Isso se deve principalmente ao tamanho de sua riqueza para o bioma brasileiro. A Ilha é considerada Patrimônio Artístico e Histórico do Paraná, Estação Ecológica, Reserva da Biosfera e Patrimônio da Humanidade. Dessa forma, o local possui um status especial entre os destinos do ecoturismo. O que mais chama a atenção do turista é o conjunto de mar, morros, manguezais, brejos litorâneos e restingas da mata atlântica. 

Outro importante detalhe que faz dela única e que atrai visitantes de todo o Brasil é o fato de não ter outros transportes para se locomover lá dentro além da bicicleta e de uma boa caminhada. Carros e ônibus não existem na Ilha! Além disso, para manter a preservação e estrutura, é feito um controle de visitantes por meio dos terminais de acesso.

Várias versões sobre a origem do nome

E de onde surgiu o termo “Ilha do Mel”? Esse é um assunto que envolve diferentes histórias e possibilidades. São várias versões que explicam a criação do nome. Uma delas defende que, antes da Segunda Guerra Mundial, o local era conhecido como a Ilha do Almirante Mehl, que se dedicou à apicultura e cuja família lá frequentava - daí teria surgido o nome. 

Uma outra versão, também conhecida, diz que uma família de origem alemã habitava a região, onde havia um engenho para a produção de farinha de mandioca. Em alemão, farinha escreve-se “Mehl”, o que teria sido a motivação para o nome da ilha. Já outra versão está relacionada ao mercúrio presente na água doce da ilha. Em contato com a água salgada, gera a coloração amarela, semelhante a favos de mel.

Também há a história de que os marinheiros aposentados que viviam na ilha se dedicavam à apicultura, o que teria criado, posteriormente, o nome de Ilha do Mel. Não sabemos se são verdadeiras ou não, mas o que sabemos é que existe muito mistério em volta da origem do nome da ilha!

A Ilha do Mel tem número limitado de entrada de visitantes 

Para chegar até a Ilha, é preciso ir até o terminal de embarque e fazer a travessia de barco - até aí a maioria dos turistas já sabe. O que poucos conhecem é sobre o controle no número de entrada de visitantes. Esse controle é feito por meio de um cadastro no terminal de embarque de Pontal do Paraná ou no terminal de embarque de Paranaguá. Apesar de ser dificilmente atingido, a lotação máxima da ilha é de 5 mil pessoas por dia.

Esse controle é muito importante, já que leva em consideração a estrutura da cidade, e também devido ao fato de ser considerada uma reserva ambiental. A Ilha do Mel é administrada pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que auxilia a proteger, conservar e controlar o patrimônio ambiental.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a Ilha do Mel, que tal visitar esse maravilhoso e histórico destino paranaense? Compartilhe conosco a sua experiência!


 

Visite a ilha do Mel
Ler conteúdo completo
Indicados para você